Pular para o conteúdo principal

[Power BI Like a Pro] Compartilhando AUTOMATICAMENTE relatórios com novos usuários da sua equipe.

[Power BI Like a Pro] Compartilhando AUTOMATICAMENTE relatórios com novos usuários da sua equipe.

Primeiro Post do ano quero começar com algo para o qual tenho me dedicado bastante que é administração de ambientes de Power BI e hoje com uma dúvida que um colega colocou em um dos grupos do Power BI do Planilheiros Brasil. 


Para realizar os procedimentos desse artigo você precisa ter permissão de edição e criação de grupos nas configurações de AD na Azure e ter Licenciamento Azure AD Premium P1 ou P2.

Imagina então que você tem um Workspace ou Apps do Workspace que precisa dar permissão de leitura para todos os colaboradores de empresa, de uma área, de uma filial, etc, incluir manualmente novos usuários e ter certeza que não esqueceu ninguém pode ser algo bem complicado e que te gere um bom tempo de trabalho e reclamações. Nesse sentido em grandes corporações são criados grupos de usuários para que seja dada a permissão a um grupo e não individualmente a pessoas da empresa, sendo assim qualquer individuo que seja incluído em um grupo passa a ter a todas as permissões que o grupo tem, incluindo acesso a Workspaces e Apps do Workspace, que são as formas seguras de compartilhar nossos relatórios do Power BI.


No entanto também quando trabalhamos com grupos de usuários há uma necessidade de inserir os usuários nesse grupo, mas podemos reduzir bastante o trabalho trabalhando com Grupos Dinâmicos do AD.

Esse tipo de grupo de usuário pode facilitar também sua vida na inclusão de Usuários em uma regra de RLS (Row Level Security), visto que Grupos de Segurança podem ser incluídos em RLS.

A criação de Grupos Dinâmicos é bem simples e é feita em poucos passos.

Indo no nosso Azure Active Directory dentro do Portal da Azure


Acessando a área de Grupos:



Novo grupo


Vamos ter as opções de Criar Grupos de Segurança e Microsoft 365para o nosso caso do Power BI a diferença fica por conta que um Grupo de Segurança não tem um E-mail e não poderia ser incluído por exemplo para receber alertas de erros no Gateway e Grupos do Microsoft 365 não podem se incluídos em Regra de RLS.



Após Preencher as informações Obrigatórias de Tipo, Nome e Email do Grupo ( se utilizando o tipo Microsoft 365), é que vem o detalhe que é o Tipo de Inscrição ou como está na minha tela Membership Type. Aqui vamos escolher Dynamic User para que seja habilitada a possibilidade de criar uma Regra, e após selecionar o tipo clicamos em "Add dynamic Query" que é a regra que incluirá automaticamente os novos usuários ou usuários já existentes do AD que se enquadrem na Regra.



Basta então escolhermos uma Propriedade (existem várias) um Operador e o Valor. No nosso exemplo estou utilizando a propriedade accountEnabled que valida se o usuário está ativo ou não, passei o operador "Equals" e o valor "true". Com essa forma todos os usuários Ativos do meu tenant serão incluídos nesse grupo.


Podemos então salvar nosso novo grupo.

Retornando para a tela de grupos vamos então seleciona-lo para testar se a regra criada está funcional.


Dentro do Grupo vamos selecionar no menu em Manage as regras de inscrição dinâmica, ir na opção Validar Regras, logo abaixo em Adicionar Usuários, selecionamos um ou mais usuários para testes. 


Se a regra estiver valida recebermos um Status VERDE com o OK que aquele usuário faz parte do grupo dinâmico.


Caso contrário você pode selecionar a opção Ver Detalhes que lhe mostrará os motivos do usuário não fazer parte do seu grupo criado.


Uma vez o grupo criado basta irmos na nossa Workspace (ou onde quer que você vá usar seu grupo) e incluir o grupo.




Além da criação de grupos dinâmicos o Azure Active Directory Premium abre várias possibilidades de administração dos seus usuários podendo criar regras de acesso para bloquear por acessos de dispositivos não reconhecidos, bloquear acesso via Navegador, bem como monitorar de forma mais eficiente a segurança do seu ambiente de Power BI como um todo.

Por hoje é só, valeu e até a próxima.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Power BI - Criando Ranking sem Repetições

Bom dia, Boa tarde e Boa noite, viciados em Power BI de todo Brasil. Vamos falar de Ranking? Se você já criou um ranking já se deparou com situações em que a expressão a ser ranqueada se repete e o que acontece? puff... o Power BI dá a todos o mesmo Rank. Isso as vezes pode te prejudicar se estiver tentando fazer um Gráfico de Pareto e vocês vão ver o porquê. Conhece meu canal no youtube? Nããããão????? ...que absurdo... então vai lá no youtube e se inscreve, já que tu ta de bobeira mesmo para ler esse artigo. CLICA AQUI! "Letra 'a' VAMOS COMEÇAR... " Tenho então duas tabelas fVendas, que tem os valores de vendas em um período X por cada vendedor e uma tabela dVendedores que tem o cadastro dos meus vendedores com um relacionamento entre elas na coluna [Vendedor]. Inserimos um visual de tabela dVendedores[Vendedor] numa coluna e fVendas[Vendas] na segunda coluna e um Rank do jeito "padrão" de fazer e novamente nenhum segredo para voc

5 coisas no Power Query que talvez nunca tenham te explicado ou mostrado.

5 coisas no Power Query que talvez nunca tenham te explicado ou mostrado. O Power Query   é o editor de consultas utilizado tanto no PowerBI   quanto no Excel (em algumas versões) e que tem enorme poder de transformação dos dados importados de fontes diversas, sejam elas estruturadas ou não. Usuários menos experientes utilizam o  Power Query  apenas com cliques nos elementos do MENU, o que sim pode ajudar bastante, mas entender as funções e detalhes que estão por trás desses cliques podem enriquecer o seu  ETL , resolver problemas que nunca seriam feitos com o simples uso dos botões e te ajudarão numa certificação Microsoft. 1 - Sabendo o que está acontecendo: Uma das coisas principais e essenciais no uso do  Power Query  é que, mesmo utilizando os botões no Menu, você consegue identificar que funções estão sendo utilizadas. Vou mostrar isso de duas formas: Barra de Formulas - Dessa forma você pode acompanhar na barra de formulas

“Traduzindo” formulas do Excel para DAX.

Como utilizar algumas formulas bem conhecidas no EXCEL em DAX Olá moçada tudo bem? Todos sabemos que muitos dos usuários de Excel tem dificuldade de migrar ou utilizar o Power BI, muito pela dificuldade de entender a forma de calcular do DAX e os contextos de linha e de filtro, bem como por já estar acostumado com as formulas no Excel, chegando a procurar um SOMASE (SUMIF) quando quer escrever uma nova medida em DAX (eu fiz isso). Queria então conversar hoje com esse público e te mostrar como traduzir o que você pensa em EXCEL para DAX. Iremos brincar então com as seguintes formulas em Excel (versão português). Somase, Somases, Procv, Cont.se, Cont.ses, Pgto, Concat, Texto, Esquerda, Direita e Seerro. Utilizaremos para nosso exemplo o modelo de dados abaixo (Power BI e Excel) Nossos objetivos serão: - Encontrar o total de Compras para veículos novos (ano de venda igual a 2018). - Encontrar o total de Compras para veículos novos e com va